Sequência de Fibonacci em C. Recursivo, iterativo e direto.

No primeiro vídeo a seguir, faço a implementação de uma função que retorna o n-ésimo termo de uma sequência de Fibonacci. A primeira implementação é de maneira recursiva; a segunda, de maneira iterativa.

No tutorial, explico o raciocínio, ensinando como proceder na abordagem do problema, deixando cada um implementar ao seu gosto e na linguagem que quiser, apesar de eu usar C neste vídeo.

Há ainda uma comparação do tempo de resposta de cada uma.

Para saber mais sobre equações de recorrência e como otimizá-las, clique aqui.

Já no vídeo abaixo, vemos uma implementação com a otimização obtida pela resoluação da equação de recorrência da sequência de Fibonacci.

Anúncios

Manifeste sua inconformidade às Empresas Patrocinadoras da Parada Gay

Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé com os cartazes desrespeitosos à fé católica na “Parada LGBT”, convidamos a escrever para as seguintes empresas:


Se desejar, pode utilizar o seguinte texto como base para seu e-mail.

Prezados senhores,

O nome de sua organização aparece publicamente entre os patrocinadores da “Parada do Orgulho LGBT”, ocorrida no dia 26 de Junho de 2011 na cidade de São Paulo, com repercussão nacional. Este evento fixou, ao longo da avenida Paulista, 117 cartazes altamente ofensivos ao sentimento religioso dos católicos.

O Código Penal, art. 208, estabelece que “vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso” é crime punível com pena de detenção de um mês a um ano ou multa.

Os senhores sabiam que neste evento se ofenderia assim a fé católica? Os senhores consentem em ter sua marca associada a este tipo de agressões ostensivas? Querendo ou não, o fato é que associaram sua marca a um comportamento de ódio anticatólico. Isso pede uma reparação.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que: “Todos os sinais da celebração litúrgica são relativos a Cristo: são-no também as imagens sacras da santa mãe de Deus e dos santos. Significam o Cristo que é glorificado neles”.

Os realizadores da “Parada do Orgulho GLBT” ofenderam profundamente os sentimentos religiosos da comunidade católica no país, ao utilizar as representações dos santos como homossexuais.

Gostaria de informar aos senhores que, caso seja mantido o apoio prestado a este tipo de evento, não utilizarei mais seus serviços e produtos, e igualmente difundirei esta mensagem entre meus amigos e demais contatos.

Quando compramos um produto ou contratamos um serviço, a identificação com a marca é um aspecto muito relevante. Se sua marca faz questão de estar associada a atitudes desrespeitosas com relação à fé católica, de modo algum terá meu apoio.

Atenciosamente,


ESCREVA TAMBÉM PARA
AQUI

E PARA
AQUI

 

Retirado de: Voto Católico.

Doação de sangue e órgãos

Quando criança todos têm uma admiração e, às vezes, até querem ser um herói. Entretanto quando crescem acabam por deixar de lado esse nobre desejo de ajudar o próximo, salvar vidas et coetera.

Salvar vidas é mais simples, e acessível, do que parece. Neste post você encontrará informaçõe e motivos para tornar-se um doador.

Doação de sangue:

O processo de doação de sangue é muito rápido. Em poucos minutos você já tem deixado no posto de coleta uma quantidade de sangue que pode salvar até quatro vidas de pacientes em estados e enfermidades diferentes.

O que é preciso para doar sangue:

  • Estar com algum documento oficial de identidade com foto (RG, Carteira Profissional, Carteira de Habilitação);
  • Ter entre 16 e 65 anos de idade;
  • Pesar acima de 50 Kg;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar bem alimentado, porém evitar refeições pesadas (gordurosas).

Homens podem doar a cada 2 meses, até no máximo 4 vezes no período de 12 meses.
Mulheres podem doar a cada 3 meses, até no máximo 3 vezes no período de 12 meses.

Não pode doar sangue:

Quem tem risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue (usuário de drogas injetáveis e inalatórias, vários parceiros sexuais ou ser parceiro sexual de portadores de Aids ou Hepatite, por exemplo).

Além da satisfação de ter salvado mais de uma vida, doando você ganha:

  • Muitos exames de sangue gratuitamente – visto que eles não vão realizar a transfusão de um sangue contaminado;
  • Um lanchinho; e
  • Uma blusa, às vezes;

Conheça o caso do garoto Kaio.

Postos de coleta pelo Brasil:

Clique aqui para baixar um .pdf com a lista de todos os Hemocentros do Brasil.

Doação de órgãos:

Para ser um doador de órgãos o processo é mais simples ainda: avise a seus familiares e amigos. Quando morrer, você não vai mais precisar de seus órgãos. Entretanto, outras pessoas vão.

Para mais informações, veja o site da Adote.

***

A CNBB divulgou, um tempo atrás, uma nota de esclarecimento e exortação às pessoas quanto a doação de órgãos, sangue e medula óssea. Segue abaixo a nota e o link oficial do site da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Reunidos em Brasília nos dias 24 a 26 de setembro de 2008, nós – Bispos do Conselho Permanente da CNBB – desejamos esclarecer a posição da Igreja Católica a respeito da doação de órgãos de pessoas com morte encefálica comprovada. A questão tem sua relevância, dado o grande número de pessoas que estão à espera de algum tipo de órgão.

Recordamos antes de tudo a Palavra do Senhor, que diz: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mc 10,45). Guiados pela luz do evangelho, vemos na doação voluntária de órgãos um gesto de amor fraterno em favor da vida e da saúde do próximo. É uma prova de solidariedade, grandeza de espírito e nobreza humana.

O magistério da Igreja tem se manifestado favorável à doação voluntária de órgãos. O Catecismo da Igreja Católica afirma: “a doação gratuita de órgãos após a morte é legítima e pode ser meritória” (n. 2301). A encíclica Evangelium Vitae ensina: “merece particular apreço a doação de órgãos feita segundo normas eticamente aceitáveis para oferecer possibilidades de saúde e de vida a doentes, por vezes já sem esperança” (n. 86). O Papa João Paulo II por ocasião do 18º Congresso Internacional sobre Transplantes de Órgãos, dizia: “A doação de órgãos é uma decisão livre de oferecer, sem recompensa, uma parte do próprio corpo em benefício da saúde e do bem-estar de outra pessoa”. (Roma 29 de agosto de 2000).

Manifestamos nossa solidariedade para com milhares de pessoas que estão em lista de espera, na expectativa de receber algum órgão para sua sobrevivência, recuperação e saúde. Encorajamos as pessoas e especialmente as famílias a que – livre, conscientemente e com a devida proteção legal – doem órgãos como gesto de amor solidário em consonância com o evangelho da vida. Certamente estamos diante de um gesto nobre e comovente: um sim à vida. Aproveitamos a ocasião também para recordar que a moral católica considera lícita não apenas a doação voluntária de órgãos, bem como os transplantes. Encorajamos a todos a colaborarem sempre mais com as doações de sangue e de medula óssea, tão necessárias. [O negrito é meu.]

No entanto, destacamos que a doação de órgãos exige rigorosa observância dos princípios éticos que proíbem a provocação da morte dos doadores, a comercialização e o tráfico de órgãos. Sejam conscienciosamente respeitadas a inviolabilidade da vida e a dignidade da pessoa. A ética determina, ainda, que o consentimento do doador ou de sua família seja livre e consciente, após ter recebido todas as informações requeridas.

A Lei Federal nº 10.211 de 23 de março de 2001, determina que a família tem o direito de decidir a doação de órgãos da pessoa em estado de morte encefálica; assim, aqueles que se dispõem à doação, devem manifestar previamente aos familiares a sua intenção. O Sistema Nacional de Transplantes é que decide sobre os critérios de destinação justa dos órgãos doados e sobre a organização das listas de espera, evitando e coibindo toda tentativa de comércio de órgãos.

A doação de órgãos não contraria à fé cristã na ressurreição final, pois “Deus dá vida aos mortos e chama à existência o que antes não existia” (Rm 4,17). Todos aqueles que se dispõem a doar órgãos aos irmãos, tenham a certeza de que o amor e tudo o que se faz por amor permanecerão para sempre: “o amor jamais acabará” (1Cor 13,8).

Brasília-DF, 25 de setembro de 2008

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana
Presidente da CNBB

Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário-Geral da CNBB

No site oficial da CNBB.

Como Inverter vídeos com o VirtualDub

Eu sou um aficcionado por quebra-cabeças e jogos de raciocínio. E um dos meus favoritos é o cubo de Rubik, o famoso cubo mágico.

Lá no CEFET-CE a galera teve a brilhante idéia de gravar um vídeo de trás pra frente envolvendo o cubo mágico. O truque é simles: eu pegava um cubo mágico todo arrumadinho e bagunçava em “tempo recorde”, aí era só inverter o vídeo e colocar esse fake na internet dizendo que eu era mais um nerd obeso que resolve o cubo em segundos.

Feito o vídeo. Beleza, mas como inverter? Aqui começa o tutorial:

Gosto muito do VirtualDub. O programa pode não ser o mais bonito, mas é profissional – útil e bastante leve. Sempre editei e fiz uns truques com ele, mas inverter eu nunca tinha tentado e como muita coisa nele, é preciso um código pra conseguir o efeito desejado.

O código pra inverter o vídeo é:

Reverse(AVISource(“C:\Vídeos\Cubo.avi”))

Logicamente, entre as aspas você não colocará exatamente isso e sim o endereço do seu vídeo.

E o que eu faço com esse código? Seguinte: copie e cole-o no bloco de notas. Salve o arquivo na extensão .avs e com o mesmo nome do vídeo. No exemplo aqui:

  1. O nome do meu vídeo é Cubo.avi
  2. O endereço é C:\Vídeos\Cubo.avi
  3. Então, o  meu código fica Reverse(AVISource(“C:\Vídeos\Cubo.avi”))
  4. O arquivo com o código é Cubo.avs
  5. Este arquivo está na mesma pasta do vídeo

Faça como eu fiz no exmplo acima. Agora é só abrir o VirtualDub e arrastar os dois arquivos (.avs e .avi) pra dentro dele.

PRONTO! Seu vídeo está invertido (revertido, de trás pra frente – como queira). 🙂

Não esqueça-se de salvar o arquivo final. Da seguinte maneira:

File >> Save As AVI

Algumas pessoas reclamam do tamanho final do vídeo editado. É natural que o vídeo editado seja de tamanho diferente do vídeo original.

Se aumentar muito de tamanho, não se preocupe. Para diminuir novamente o tamanho do vídeo, pode-se comprimi-lo usando um codec como o DivX.

Para adicionar o codec, faça o seguinte:

  1. Após ter feito o processo de inverter o vídeo, arrastando os arquivos, vá no menu Video >> Compression (ou pressione CTRL+P);
  2. Procure  e selecione o codec, como DivX ou XviD;
  3. Agora sim você pode salvar o seu novo vídeo.

ps.: O WordPress coloca as aspas diferentes das tradicionais que devem aparecer no bloco de notas. Portanto, se der algum erro, apague essas aspas e as digite novamente.

– Links pra downloads:

VirtualDub ffdshow / Avisynth / Meu vídeo / DivX

Qualquer duvida, não hesite em perguntar nos comentários. Abraços.

Teste seu cartucho

Sinceramente, acho a arte da impressão muito legal! Já coloquei dois posts falando sobre impressoras e relacionados – fabricação de tintas e recarga de cartuchos.

Agora estou disponibilizando para download,  um tutorial explicando como testar seu cartucho antes de trocar, comprar um novo ou recarregar novamente.

Para baixar é só clicar na imagem.

Construindo um transmissor infra-vermelho

Existem várias formas de se fazer a comunicação entre periféricos e o computador. Uma das mais conhecidas é a comunicação sem fio por infra-vermelho.
Há um certo tempo, existem computadores completos sem fio, com todos os hardwares ligados por infra-vermelho.

Uma plaquinha de infra-vermelho é bem útil para quem quer passar algo do seu celular(ou outro

aparelho com infra) para o PC e não possui o cabo(geralmente USB).


A placa de infra, estar custando muito pouco hoje em dia. Após a popularização do bluetooth, o preço do IV caiu muito e com R$25,00 você compra uma fácil – fácil em qualquer loja de informática.



Mas também é muito interessante fazer uma em casa. Quem quiser montar a sua, tá aí um tutorial explicando bem direitinho como montar e instalar no seu computador e ainda fazer o XP reconhecer, aceitar e usar sem problema algum. Com menos de R$6,00 você compra todas as peças!
Ainda não tentei, mas se alguém fizer e der certo, comenta!